Riostoc

Associação de familiares, amigos e pessoas com Transtorno Obsessivo
Compulsivo (TOC) e Síndrome de Tourette
do Rio de Janeiro

Associação de familiares, amigos e pessoas com Transtorno Obsessivo
Compulsivo (TOC) e Síndrome de Tourette
do Rio de Janeiro

Toc e Covid-19 Orientações RIOSTOC

TOC em tempos de Covid19, algumas orientações da RIOSTOC:​

TOC em tempos de Covid19, algumas orientações da RIOSTOC:

Toc e Covid-19 Orientações RIOSTOC

 

Todos estamos ansiodos com o novo coronavírus, covid-19, até quem não tem TOC. Estamos hipervigilantes, recebendo informações de todos os lados, nem sempre realistas, vendo notícias horríveis sobre uma nova doença que está se espalhando pelo mundo todo. Essa ansiedade é normal, este desconforto é saudável, é nosso corpo nos protegendo de algo que está modificando nossa rotina e percebemos como sendo possivelmente perigoso. É difícil, sabemos, e para quem tem TOC, especialmente TOC de contaminação, isso pode ser ainda mais difícil. A Riostoc tem algumas dicas para o  portador de TOC, sua família e amigos neste momento:

Notícias: evite ficar vendo notícias toda hora, isso aumenta a ansiedade e faz piorar o toc, estabeleça um limite por dia e por semana, do contrário, conforme costuma acontecer com o toc, a pessoa vai passar o tempo todo vendo notícias ruins e aumentando muito sua ansiedade, stress e sintomas do toc.

Fake News. Não confie em mensagens de whatsapp, facebook e outras redes sociais que sejam de fontes desconhecidas ou de coisas que alguém ouviu falar, evite fake news, elas só deixam as pessoas assustadas e confusas, piorando o controle da doença. Os sites da OMS – Organização Mundial de Saúde, do Ministério da Saúde, da Fiocruz e das Universidades Públicas são as fontes mais confiáveis de notícias sobre o covid-19 e outras doenças. Confie na ciência, ela está do seu lado, trabalhando para cuidar da sua saúde.

Calma. Apenas vá para hospitais se estiver com sintomas de dificuldade de respirar, falta de ar, além de sintomas de gripe usuais. Não corra para hospitais para fazer testes quando não tiver sintomas ou apenas sintomas leves parecidos com de gripe, fique em casa. Correr para hospitais e outros locais de atendimento quando não se tem sintomas respiratórios graves só vai sobrecarregar o sistema de saúde e, caso haja alguém realmente com covid-19 na sala de espera, você correrá risco de ser infectado se estiver lá.

Higiene: Siga as orientações de higiene da OMS, não obedeça aos pensamentos exagerados do TOC. Neste momento é indicado que os pacientes se limitem às orientações de higiene da OMS e nada mais. Lembre que o TOC não sabe mais do que a OMS, basta seguir as instruções da OMS para aumentar sua segurança neste momento. Enfatizamos que os sites da OMS – Organização Mundial de Saúde, do Ministério da Saúde, da Fiocruz e das Universidades Públicas são as fontes mais confiáveis de orientações sobre como se prevenir do covid-19 e outras doenças.

Exposições. É indicado que os pacientes se limitem às orientações de higiene da OMS, nada menos, nada mais. Em geral nos exercícios de exposição e prevenção de resposta (EPR) o terapeuta pede para os pacientes exagerarem certos comportamentos propositalmente, com orientação e supervisão do terapeuta, para que diminuam o medo de contaminação, entretanto neste caso de pandemia mundial, com um vírus que se espalha muito rápido, há riscos pequenos, mas realistas, pois nosso corpo ainda não desenvolveu anticorpos para este novo vírus, logo o terapeuta deve indicar as orientações de higiene da OMS como metas terapêuticas e não deve, por exemplo, sugerir que o paciente demore um certo período de tempo antes de lavar as mãos quando chegar em casa.

Realismo: não é realista acabar totalmente com a ansiedade nesse momento, a realidade é difícil, a pandemia realmente está acontecendo, a transmissão é muito rápida, ainda não temos anticorpos naturais contra este vírus. A boa notícia é que em pessoas saudáveis de até 60 anos a mortalidade é muito baixa, a grande maioria das pessoas ou não vai pegar ou vai pegar e nem perceber, vai achar que está só resfriado. O problema é que em pessoas acima de 60 anos ou que estejam com doenças crônicas como hipertensão, diabetes, cardiopatias e outras, o risco fica maior, quanto mais idosa ou doente, maior o risco. É para proteger todos os entes queridos, principalmente que sejam idosos ou tenham outras doenças que os ponham em grupo de risco é que precisamos nos unir e fazer a prevenção com as normas de higiene segundo a OMS. Não ignore os riscos reais para a população idosa e doente, não minimize o problema como se ele não existisse, se proteja para protegê-los.

Paciência. Seja paciente consigo mesmo e com os outros, não vire um carrasco. Sabemos que algumas pessoas com TOC tendem a querer tudo 100% certo ou pensam que está tudo errado e sofrem muito com isso. Calma, apenas siga as diretrizes da OMS e provavelmente dará tudo certo para você e para todos.

Gentileza. Seja gentil consigo mesmo, não fique triste, chateado ou irritado consigo mesmo se os sintomas do toc piorarem temporariamente. É um momento difícil para todos, até para quem não tem toc, imagine para quem tem.

Imunidade. Uma coisa que comprovadamente aumenta a imunidade é o relaxamento e a paz. Diminua o stress o máximo que puder. Respire, faça atividades de que gosta, relaxe, medite, se exercite e tudo mais que possa diminuir seu stress neste período. Se alimente bem, descanse bastante, procure dormir bem, e tudo mais que lhe traga bem estar e tranqüilidade.

Terapia. Neste momento tão difícil para todos, procure terapia, ela pode lhe ajudar. Informe seu terapeuta das dificuldades que está tendo, ele ou ela vai lhe ajudar com ferramentas cientificamente validadas para lidar com este momento. Terapia não é mágica, demanda esforço, trabalho e persistência, mas pode ajudar a diminuir o stress deste período.

 

Recomendações de saúde da OMS até esta data (15/03/2020), disponíveis em:

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-for-public

Você pode abrir no Google e colocar para traduzir para português ou ler em espanhol.

Resumo:

Lavar as mãos:

Depois de espirrar ou tossir

Quando cuidar de alguém doente

Antes, durante e depois de preparar comida ou comer

Depois de usar o banheiro

Quando suas mãos estiverem visivelmente sujas

Depois de tocar em animais de estimação ou seus dejetos.

Quando não puder lavar as mãos, use álcool gel.

(Se já lavou as mãos, não precisa de álcool gel depois).

Etiqueta de tosse:

Tossir no cotovelo ou em lenço de papel descartável.

Lavar as mãos após tossir.

Jogar na lixeira e nunca no chão o lenço de papel depois de tossir nele.

Jamais cuspir no chão.

Se estiver saudável, só usar a máscara se estiver cuidando de alguém com covid-19.

Usar máscara cirúrgica se estiver com sintomas de gripe e estiver em público.

Lavar as mãos antes de colocar a máscara e após tirá-la.

Jogar a máscara descartável fora em lixeiras.

Usar a máscara só não protege, lavar as mãos é que protege contra o covid-19.

Outras orientações:

Evite tocar no rosto, olhos e boca.

Evite aglomerações.

Evite ficar próximo a pessoas com sintomas similares aos de gripe.

Não compartilhe objetos pessoais como copos, garfos, facas, canudos etc.

Mantenha os ambientes ventilados

Tenha precaução com objetos possivelmente contaminados (corrimãos, maçanetas, celulares, interruptores, torneiras, carrinhos de supermercado).    

Lave cuidadosamente as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos, com muita frequência. Na falta, friccione-as com álcool em gel em concentrações ≥ 60% até 70%. Sempre evite tocar olhos, nariz e boca.

 

Sites confiáveis para obter notícias e orientações sobre prevenção e manejo de doenças:

OMS – Organização Mundial de Saúde:

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-for-public

Você pode abrir no Google e colocar para traduzir para português ou ler em espanhol.

Ministério da Saúde:

https://coronavirus.saude.gov.br/

FIOCRUZ

https://portal.fiocruz.br/coronavirus

UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro:

https://coronavirus.ufrj.br/

Lista de sites confiáveis sobre coronavírus:

https://ufrj.br/noticia/2020/03/17/coronavirus-confira-onde-buscar-informacao-confiavel2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Riostoc

Rua Pedro Guedes, 44 - Maracanã

(próximo à Universidade Veiga de Almeida, na Rua Ibituruna, e às estações de metrô de São Cristóvão ou Afonso Pena).
Siga-nos:

Contato por email: contato@riostoc.org.br

Riostoc